terça-feira, 15 de janeiro de 2008

tempo

Quem nunca parou pra pensar a respeito do tempo? O que soubemos aproveitar, o que desperdiçamos, o que não passa, o que voa...

O tempo bom, quando éramos crianças e um dia durava 72 horas. Quando a gente não sentia fome, nem frio, nem calor. O que importava era brincar!! E a gente nem acreditava que já era hora de dormir. Como era bom!! Como era delicioso colocar a cabeça no travesseiro e apagar, sem pensar no dia seguinte. Ele ia ser bom de qualquer jeito!!

O tempo que demora a passar enquanto a gente espera o dia do vestibular e que corre feito louco durante a prova. A adolescência é uma época engraçada. A gente quer chegar logo aos 18, aos 21, ter carro, ser independente, andar de salto alto (hehehe...) e quando tudo isso acontece a gente só faz pensar em como era gostoso não ter nada disso...como era gostoso não ter que correr contra o tempo.

O tanto de tempo que a gente dedica a coisas inúteis. Pessoas que não nos dão valor. Empregos e estudos que não nos preenchem. Televisão.

O tanto de tempo que a gente deixa de dedicar a coisas úteis. A pessoas que nos amam. Pessoas e bichos que precisam de ajuda. Ler. Escrever. Sonhar...

O tempo que a gente achou que não tinha pra regar a planta. Pra dar uma informação. Um sorriso. Pra fazer aquela ligação. Responder aquele e-mail.

Depois dos trinta percebi que um dos maiores pecados que a gente pode cometer é jogar tempo fora. Desperdiçar com brigas, preguiça, falta de atenção, de cuidado, de carinho.

Que nós todos tenhamos cinco minutos pra uma música que nos deixa felizes. Que nós todos tenhamos uma tarde fria pra arrumar o armário. Um sábado de sol pra andar no parque e sentar num banquinho pra ler um livro bom. Alguns dias pra passar na praia. Fins de tarde pra tomar cerveja com os amigos. Domingos pra aproveitar a família. A vida pra curtir quem amamos.

E que todas as crianças tenham um tempo bom pra sentir saudade. E que todo mundo arranje um tempinho pra ajudar isso a acontecer!!

5 comentários:

Central Perk disse...

Tardes de leitura na cama, com o sol entrando fraquinho pela janela. Banhos longos. Brigadeiro comido de colher. Três DVDs assistidos em sequência, muitos episódios de Friends, vitamina de leite com abacate e pipoca feita na panela, filme clássico em preto e branco. A vida deveria ser tão mais simples. Adorei seu texto!

Carol Baggio disse...

que olhar delicado sobre a vida é esse seu texto, viu!!
amei!

Silvana Monteiro disse...

Emocionante!!!!
Por falar em tempo, algumas amigas mais "experientes" dizem que meu ano, até o casamento, vai voar...
Quero só ver! rsrsrsrs...
bjs

Anônimo disse...

Linão! Que coisa linda, até peguei meu ipod para ouvir música!
Amiga, isso que é pessoa bem resolvida! Sem saudade a vida não tem graça!
Te amo
Marcela

Ana Saraiva disse...

=) te amo muito